domingo, 15 de fevereiro de 2009

Chávez e as reeleições (texto)

A Venezuela vai às urnas hoje para decidir se amplia ou não a possibilidade de reeleição por tempo ilimitado. O Governo afirma que votar pelo "sim" é votar a favor dos direitos do povo, (venezuelano e venezuelana) é tornar possível que qualquer um possa, por voto direto, se reeleger ad aeternum. A oposição, por sua vez, diz que votar sim é votar na ampliação dos direitos de reeleição de um venezuelano: Hugo Rafael Chávez Frias. E tem investido na campanha pelo "não" apostando no fato do voto ser secreto e à prova de fraude.
Caso seja aprovada a ementa, Chávez poderá concorrer em 2012, quando estará a quase 14 anos como presidente do país. As pesquisas de opinião dão vantagem ao "sim".
Interesses à parte, além é claro de outras questões, tais como educação, por exemplo, quem decide quem fica ou quem sai são os votos. O fato de ser possível a reeleição não deveria querer dizer que Chávez, Lula, FHC ou quem quer que seja, se perpetue na presidência de um país, no senado, na câmara etc.. O que definiria a permanência ou não seriam as suas propostas, as suas políticas o seu governo anterior.
E poor falar em permanência no poder, quem é mesmo o presidente do Senado?

Nenhum comentário:

Postar um comentário