segunda-feira, 20 de julho de 2009

Não há poesia no Estruturalismo! (texto)

Sou professor de linguística na graduação do curso de Letras: Estudos linguísticos I. Segunda-feira às 8h, em ponto, começo a aula. Não atraso. Quer dizer, até hoje, não atrasei, mas na próxima segunda, quem sabe? O conteúdo não é dos mais agradáveis, mas eu gosto: dos neogramáticos à sociolinguística, passando aí pelo estruturalismo europeu e americano, além do gerativismo. Penso sempre, quando dessas aulas, o que os alunos vão aproveitar da teoria para entender como o pensamento linguístico se transformou; penso tb o que vão poder usar quando de suas aulas de língua portuguesa ou estrangeira; penso ainda como poderão explicar para um leigo qualquer o que é a linguagem, quando penso as minhas aulas.
Se isso produz algum sentido (?), só o tempo...daqui uns anos quando eu os encontrar (se encontrar) e num bate-papo menos tenso (agora de professor para professor ou de ex-professor para professor) para saber o que aconteceu.
Percebo muitas vezes que falo sozinho, em sala de aula (que fique claro!). Fora da sala, não percebo ou se percebo não conto. Vejo tb caretas quando, por uma distração, me viro sem avisar e encaro alguns deles. É engraçado...
Uns dormem, outros bocejam e uns até prestam atenção e fazem perguntas...i-na-cre-di-tá-vel, diriam outros. A turma é boa, uma das melhores...mas falta poesia...talvez falte humor...

2 comentários:

  1. Ale,
    se nao hà poesia no estruturalismo, gerativismo, ...-ismo, etc., faça-a acontecer! Vc é cultìssimo!!! creio, nao encontraria dificuldd alguma para fazer a poesia acontecer em sala de aula, hehehe... a propòsito, alèm de culto, vc è um palhacao! rs... entao, nao seria dificil, ao explicar uma ocorrencia da fala, pegar um exemplo da fala do "purtugueis" e mostrar uma anàlise a la gerativismo, estruturalismo, ...-ismo! r.s...
    acho q isso faria os alunos rirem tb... :P
    Bom, se eu fosse seu aluno, bastaria vc dizer "pelo amor de Deux" ou "Jesux classificado!" q eu riria horrores.
    Fale de um amigo seu, ex-professor daì, que era vexgo! nao vai ter um q nao vai rir. kkkkkkk
    Abraços!!
    Aquiles

    ResponderExcluir
  2. poesia falta
    bocejos sobram
    mas acredito que aprendi muito sobre linguagem com suas aulas,mesmo achando os estruturalistas um porre...aprendi sobre muitas outras coisas gosto das aulas e acho que esse nosso silêncio faz parte da timidez de calouro...gostei do post
    :)

    ResponderExcluir