quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Cicatrizes (música)

Aonde foi que eu perdi o teu sorriso
E trouxe pros meus dias a saudade
Um mal secreto lentamente invade
O que se transformou em armadilha

O que será que eu posso mais não faço?
E deixo me morrer em agonia
Repouso no teu colo meu cansaço
E crio nas tuas mãos a fantasia
E essa dor antiga não estanca
Por que é que nunca sara essa ferida
Se a porta desse quarto não se tranca
Por que é que sempre foge a saída ?
(Solange Böeke)

Um comentário:

  1. Ao privilégio do amor, temos que reduzir o medo e as saídas!

    ResponderExcluir