quinta-feira, 18 de março de 2010

Gramática do Português Brasileiro (texto)

Mário Perini era professor na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e eu o conheci, como autor, em 1985, no meu último ano de graduação, quando ele lançou um pequeno livro (pequeno em termos de tamanho, não de importância), dá séria série Princípios (da editora Ática), Para uma nova gramática do Português. De cara, simpatizei muito com as suas propostas. Nessa época eu não tinha mais Linguística como disciplina na graduação, mas tive, a grande sorte de ser aluno da professora Marta Scherre em Estudos Lingüísticos I (vou colocar assim com trema para ressaltar, além do tempo passado, o prazer que tive ao descobrir que a língua que eu falava, ainda que estivesse bem distante daquela descrita nas Gramáticas Tradicionais, não era nem feia e nem estava errada) e com ela, a professora, fui iniciado nesse mundo paralelo de se pensar a língua a partir de outros procedimentos, a saber, os científicos. E a proposta de Perini trazia muito daquilo que me foi apresentado pela Marta quando tratava dos problemas da Gramática Normativa e o ensino da norma padrão.
Atualmente, o autor, é professor na PUC de Minas e acaba de lançar pela Editora Parábola a Gramática do Português Brasileiro. Cheguei em casa, depois da academia ,e encontrei sob a minha porta a encomenda feita via internet.
Sou apaixonado por livros. Todos eles. Gosto de tocá-los, folheá-los, do seu cheiro e, sobretudo, do que trazem para a minha formação, de uma maneira geral.
É claro que não li o livro, até porque gramáticas não são livros para se ler assim, como se faz com um romance, mas  a apresentação do autor sim. E, mais uma vez,  simpatizei com o que ele nos traz: segundo Perini a gramática não é um instrumento de aquisição da língua padrão escrita, porque estudá-la "não leva, nunca levou, ninguém a desenvolver suas habilidades de leitura, escrita ou fala, nem sequer seu conhecimento prático do português padrão escrito.(...) Por hora, continua o autor, basta dizer que a gramática é uma disciplina científica, tal como a astronomia, a química, a história ou a geografia; ela deve ser estudade porque é parte da formação científica dos alunos - formação essa que se torna cada dia mais indispensável ao cidadão do século XXI."


Nenhum comentário:

Postar um comentário