terça-feira, 9 de março de 2010

Primeira impressão (texto)

Dizem que a primeira impressão (e não estou me referindo a impressoras ou coisas afins) é a que fica. Tenho dúvidas. A (pouca) experiência me ensinou que, às vezes, ela engana. Na verdade, ela quase sempre engana. Pra ser sincero, ela engana muito. De qualquer forma, como é impossível não ser tocado por esse primeiro contato (mesmo que depois eu tenha que refazer o texto), gostei, de uma forma geral, desse meu primeiro ano do curso de letras.
Uns alunos firmes em suas opiniões. Dentre esses, uns mais arredios. Uns engraçados, tímidos, mas de forma geral, atentos.
Fiz alguns pedidos a Papai-Noel no fim do ano passado. E como fui um bom menino (na verdade não muito, mas O Bom_Velhinho não ocupa o cargo só por ocupar), acho que ele resolveu atender alguns. Pedi, principalmente, tranquilidade e alunos interessantes (não que eu não os tenha tido, mas sempre se corre o risco de fome-zero, por isso, não custa nada reforçar).
Amanhã o nosso quarto encontro e um texto para ser lido. Até lá, expectativa.

4 comentários:

  1. Oi meu chamego!
    Todo amoroso hoje heim!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. toda mente curiosa e interessada vale pena. sorte! bjs

    ResponderExcluir
  3. Alexandre,

    Sou um abençoado, porque a blogosfera me dá oportunidade a conhecer pessoas que, assim como eu, gostam de escrever e que possuem outras coisas em comum comigo.

    Gostei muito do seu blog e da forma como você escreve. De fato, nem sempre a primeira impressão é a que fica ("quase sempre ela engana"), mas foi a impressão descrita acima que tive sobre você.

    Abraços.

    ResponderExcluir