terça-feira, 20 de abril de 2010

Seis meses (texto)

Hoje faz seis meses que a minha mãe morreu. Eu, finalmente, abri um caixinha com alguns pertences dela: anéis, cordões, alguns enfeites, uma bolinha chinesa. Estão comigo apenas. Sinto muita saudade. Muita falta daquela voz tranquila me dizendo sempre com calma. Os sonhos continuam como se nada tivesse acontecido. Tenho feito, sempre que lembro, preces para o seu espírito. Pedindo sempre que ela esteja bem. Já que cumpriu com sabedoria o seu tempo. Agradeço sempre pela sorte de tê-la por perto. Peço para que eu tenha a metade de sua sabedoria para lidar com a vida.

4 comentários:

  1. ah meu amigo, é um buraco né? eu ando tão triste as vezes, sozinha, sem pai, sem mãe, sem a antiga casa da mãe, nunca me dei conta de que perdê-la seria assim, essa saudade que n passa nunca. bjs

    ResponderExcluir
  2. Sei pelo que voce passa...como disse em um post meu, a pior dor é ter que lidar com o vazio que fica DEPOIS DE...Nem quero imaginar perder a minha mãe,minha melhor amiga, deve algo devastador, mas com certeza acredito que o melhor deles fica em nós mesmos e isto que nos da força para seguir adiante...
    Fica em Paz!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. A única esperança que temos, é que um dia poderemos rever nos entes queridos, assim eu penso. No momento, nos resta força e fé. A imagem bonita da sua mãe, ficará para sempre na sua lembrança e isso lhe fortalecerá para sempre.

    ResponderExcluir