terça-feira, 8 de junho de 2010

Futebol e Carnaval (texto)

Sei que vão me massacrar (ou pelo menos, que  isso é uma possibilidade). Descobri, faz tempo, que chuva molha. E, definitivamente, não vim para agradar (por outro lado, tb não vim, exclusivamente, para desagradar, mas entre mim e o outro, me escolho).
Queria que o mundo parasse nos jogos do Brasil. Não sou daqueles que considera que o "destino do Brasil está nos pés dos jogadores" como tenho ouvindo em anúncios na televisão (de jeito nenhum!), mas, vejam vocês, adoro um jogo de futebol!!! E mais, gosto, quase sempre, de assisti-lo sozinho (tenho os meus rituais).
Minha mãe sempre foi uma boa companhia nessas horas. Ela, mais do que eu, quase morria do coração a cada bola na trave. Eu, apenas uns palavrões silenciosos.
Em 1998, até incenso de efeito moral era atirado para ver se o resultado (Brasil x França, não necessariamente nesta ordem) mudava. Um fiasco! Ricardo, Robson, eu (na sala) e Heloísa (sozinha no quarto) sofríamos com a derrota. O Canarinho descia morro abaixo.
Na casa, um silêncio mórbido. Como se um amigo acabasse de se despedir. Não sabíamos mais o que fazer diante daquilo que conseiderávamos impossível acontecer: 3 x 0 França.
Tudo outra vez, agora. Só que, como partimos do zero (nem tanto), uma esperançazinha de que nos dias 15, 20 e 25 (primeira fase) eu possa gritar: gooooooooooool (do Brasil, é mais do que claro).

2 comentários:

  1. Quem vai te massacrar meu doce?
    Todo mundo aqui no Brasil(menoseuquenãoestounemai)ama futebol!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. ah não boa brasileira, não gosto de samba e nem de futebol, vai entender, nasci do lado errado do continente...rs

    ResponderExcluir