domingo, 6 de junho de 2010

Minhas correspondências (texto)

Hoje, recebi três e-mails mais do que especiais (na verdade, dois e-mails e um comentário aqui no blog). O primeiro, de uma grande amiga que anda muito sumida, e, por isso, andei reclando um pouco da sua ausência. (um pouco porque a reclamção partiu de mim, né? a reclamação foi pesada!). Nele, ela me conta o porquê de não mais ter me procurado. A vida não é mesmo fácil para ninguém e supomos, às vezes, que a sorte só não bate as nossas portas
Fazemos escolhas equivocadas e elas produzem consequências. A vida é mesmo uma surpresa, ninguém sabe aonde ela vai dar em  cinco minutos.
O outro, de alguém que é muito mais do que uma amiga, é mais do que uma irmã, é um anjo da guarda. Nele, mais uma vez, encontro, um porto seguro. Descubro que a sensibilidade para perceber o mundo é química pura (rs).
O comentário veio, mais um vez, de uma outra amiga, sempre presente nesse último ano. E, sabiamente, em poucas palavras me sugere comportamentos.
Sou um homem de sorte. Tenho mulheres especiais sempre por perto. Obrigado, meninas!

Um comentário:

  1. Vc é muito lindo, fofo, inteligente e mais um tantão de coisas.
    Bjs.

    ResponderExcluir