domingo, 21 de novembro de 2010

A cultura da irresponsabilidade, Freud explica (texto)

É claro que toda unanimidade é burra. Toda generalização absurda. E pior ainda quando se coloca todo mundo no mesmo saco! Mas sejamos razoáveis, a cultura do estudante aqui no país quase beira a irresponsabilidade. 
Acho que, é claro que isso é apenas uma impressão (tudo bem que dura quase 25 anos), estudar e os compromissos escolares são quase sempre deixados para depois. São assuntos de segunda ordem.
Difícil encontrar um aluno que chegue na hora da aula, mais difícil ainda aquele que leu o texto para se preparar para a discussão em sala, quase impossível esbarrar com aquele que além de ler o texto praparou alguma questão para fazer quando da sua discussão.
O segundo dia de vestibular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), neste domingo (21), teve 40.041 abstenções. Segundo o reitor da universidade, Aloísio Teixeira, no total, 51.972 mil pessoas realizaram a prova em 12 municípios do Rio. Foram 92.013 inscritos. As provas foram aplicadas em 76 locais.
Ainda de acordo com o reitor, o gabarito será divulgado ainda neste domingo. As notas serão conhecidas no dia 21 de dezembro, o pedido de revisão será em 5 de janeiro e o resultado final sairá no dia 14 do mesmo mês.
“A segunda prova da UFRJ ocorreu sem problemas. Tivemos 7.000 faltosos a mais do que no primeiro dia (15 de novembro), mas a abstenção estava dentro do previsto”, afirmou o reitor. No primeiro dia, foram 32.812 abstenções.
O mais interessante são os motivos alegados para justificar o atraso: "o despertador não tocou"; "moro longe"; "a minha mãe não me acordou"; "o ponto de ônibus fica longe da minha casa"; "não sabia ao certo o local da prova"; "me informaram que eu faria a prova num colégio, mas a informação estava errada" etc. (melhor parar por aqui).
Não li uma justificativa de atraso que o próprio candidato se responsabilizasse pela desisformação, atraso ou coisa parecida ("coisa parecida", então, nem se fale). Toda a (ir)responsabilidade é de alguém que não do próprio. Toda a culpa (e sempre existe um culpado) está fora da minha alçada. Ou seja, criamos monstros que não sabem sequer assumir que estar no horário e local determinado não é tarefa de pais, tios, avós, vizinhos, motoristas etc & tal.
Se eu moro longe, eu tenho que acordar mais cedo para chegar na hora. Preciso conhecer o trajeto antes para saber exatamente como fazer. Tenho que ter certeza do local e sala aonde farei a prova e por aí vai. 
Tem um horário definido no edital de qualquer concurso para que os portões sejam fechados. Não posso arriscar.
Por que é tão complicado assim cumprir com os compromissos, sobretudo com aqueles que de alguma forma definem um pouco a minha vida? Sigmund Freud diria que é uma escolha.

5 comentários:

  1. Olá, Alexandre
    Todo jovem tem um grande potencial... lutar pelos objetivos é dignificá-los...
    Estou fazendo uma semana de reflexões com textos sobre o silêncio, acompanha,tá?
    Saudações com votos de paz e alegria no Domingo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Muitas pessoas (e aí posso incluir todas as idades) acreditam que é mais fácil esquivar-se das consequências da suas irresponsabilidades.

    Mas fazer o que né??!! Um dia alguém irá cobrar esse povo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Alexandre,
    Não acredito que vc esteve aqui em Natal! Que pena não termos nos encontrado.Saí do hospital na sexta-feira e estou me recuperando bem. Venci mais uma etapa. Na quinta-feira, irei ao médico e ficarei sabendo quais serão meus próximos passos. Amigo, tenho sofrido horrores, mas faz parte e não há como fugir disso. Tb tenho me divertido com algumas coisas. Estou me convencendo de que a vida é mesmo uma comédia. Tomara que sua estada aqui tenha dado tudo certo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. ctrl V do orkut:

    Oi professor Alexandre!
    So faltou pegar contigo as correções/sugestões para o meu TCC!
    Preciso mandar imprimir e encadernar com urgência. Você ainda usa o email da globo.com, é o que eu tenho.
    Se ver esse recado, me manda logo no nana18@gmail.com !
    Senão vou ter que imprimir só com o que corrigi, amparado na prof. Sanimar e profa. Alcione.
    Obrigada,
    abraço!

    ResponderExcluir
  5. Que surpresa! Vc ainda vai chegar,né? Ótimo! Pode me dizer onde vc irá ficar aqui? Ainda estou com um dreno que será retirado na quinta-feira à tarde. Se der certo, iremos, sim, tomar o café.
    Boa viagem! Seja bem-vindo!!!

    ResponderExcluir