sábado, 15 de janeiro de 2011

Da Série Contos Mínimos

Pensava na inutilidade de sua vida: trabalho, vizinhos, amigos. Só se salvava disso tudo porque lia poesia.

Um comentário:

  1. Concordo amigo! Fikamos sem voz muitas vezes diante de tantas coisas existentes hj, mas tudo há um porquê, o problema é esse porquê pois há culpados , culpados e culpados nesse contexto... AS dá um revolta ! Ah teu Blog sempre muito belo, sempre entro! Parabéns! abraços

    ResponderExcluir