sábado, 15 de janeiro de 2011

Da Série Contos Mínimos

Não existia nada: casa, rua, bairro, uma cidade inteira. Sua vida revirada na vida dos outros. Bastavam dois metros para se encontrar espalhado por todos os cantos.

2 comentários: