domingo, 5 de junho de 2011

Alguém aí pode me dar uma ideia? (texto)

Meu colesterol ruim está bastante alto. Descobri isso em uma consulta na sexta-feira. Não sei o que anda acontecendo justamente porque não mudei nada em relação à minha alimentação.
Tenho feito mais exercícios do que fazia. Me estressado bem menos que o normal, mas não consigo resistir a um pedaço de cupim, picanha, costela suína, bife de chouriço, linguicinha ou coração. Nada que eu já não o fizesse. 
Estou tão alheio a isso que não sei se devo me preocupar mais do que já estou.
Ganhei faz algum tempo um livro de uma amiga A cura pela comida e dei uma olhada nas sugestões de alimentos para quem está com altas taxas de colesterol: alho, cebola, aveia, cenoura, feijões, linhaça, frutas cítricas, maçã, abacate, azeite de oliva, damasco, melancia, tomate, subprodutos de soja. Com exceção de aveialinhaça e subprodutos de soja, consumo tudo isso com regularidade, e, pelo jeito, não tá fazendo o efeito que devia.
E agora, José?
Talvez eu tenha mesmo que moderar na quantidade de gordura. Tudo bem que gordura dê sabor a carne, que temos uma memória, de tempos idos, sobre consumi-la para nos proteger do frio, para nos dar energia etc. Posso viver muito bem sem a tal picanha e, sobretudo, sem o cupim. Aí meu deus. 
Tb tem a idade, né? O que não fazia mal há dez anos, pode me prejudicar agora. Aos 46, os cuidados com a saúde não podem ser, definivamente, os mesmos que eram aos 23.
Alguém aí que já teve esse problema pode me dar uma ideia do que fazer além do que eu já sei?

2 comentários:

  1. Meu pai tomava suco de berinjela todas as manhãs.O gosto não é muito bom, mas controlou o colesterol dele.

    ResponderExcluir
  2. Vc tem que investigar o que está motivando a elevação da taxa do colesterol, pois muitas vezes não está relacionado ao consumo de gordura. Tem haver com genética, metabolismo. Depois disso, é bom ter o acompanhamento de um nutricionista para uma alimentação mais personalisada. É esse o preço que pagamos por envelhecer. Mas se tivermos cuidado, seremos velhos saudáveis!!

    ResponderExcluir