segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Voltamos às urnas universitárias (texto)

O tempo anda curto para passar por aqui, mas tô na área acompanhando os blogues dos amigos e dos conhecidos. Tb não é aquele acompanhar, o qual gostaria muita estar fazendo, mas uma visita, tipo consulta médica, dessas que mal somos vistos pelo nosso interlocutor.
De qualquer forma, é o que posso nesse momento. Fiquei quinze dias afastando do trabalho e quando a gente volta, tudo o que deveríamos ter feito está nos aguardando para resolver. Então, estou tentando colocar ordem na casa.
É claro que o mais urgente vai tomando a vez e ocupando os maiores espaços: mal cheguei e tem simpósio na casa para escrever artigo, preparar apresentação; as aulas que não esperam; os orientandos que ficaram (ou já estavam) órfãos começam a cobrar uma presensa mais efetiva; além de tudo isso, os amigos, a vida fora do trabalho (que graças a deus existe).
Enfim, estou tentando, como disse, colocar ordem no caos.
Em um mês, teremos aqui na Unioeste, eleições para Reitoria, Direção de Campus, Direção de Centro e isso já seria muito para administrar. Tudo anda em meio a um silêncio que impressiona, mas em uma semana as campanhas estarão tomando conta dos corredores da instituição e, tb, das cidades (somos multicampi).
É um período bem difícil porque os egos inflam, as amizades nem sempre compreendem que as escolhas têm um grau imenso de subjetividade e por aí vai.
Temos três segmentos dentro da Instituição: alunos, funcionários e professores que, naturalmente, têm interesses distintos e falam, portanto, de lugares diferentes. Isso quase nunca é tranquilo quando se trata da escolha de candidatos. É ver pra saber no que vai dar.
Desculpem trazer aqui para o blog questão tão profissional, tão íntima, digamos assim, mas que tb me constitui.
Vou postar ainda alguns pequenos textos sobre o andamento da nossa eleição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário