segunda-feira, 12 de março de 2012

Na minha época (vídeo e texto)

Sempre fui um aluno agitado, ou seja, gostava de conversar, estava sempre metido em diversas atividades promovidas pela escola. Participava do teatro, dos centros acadêmicos, das comissões para organização de festas, das festas, normalmente era o representante de turma e por aí vai...pulava o muro da minha escola para lanchar em uma escola pública que fornecia lanche para os alunos, procurava no lixo da escola as matrizes usadas para a reprodução das provas etc. Mas NUN-CA, em hipótese alguma desrespeitei algum funcionário da escola ou professor.
Em casa, jamais chegou advertência por malcriação, brigas ou qualquer coisa desse nível. 
O professor podia qualquer coisa em sala de aula, incluive chamar a nossa atenção por não ter feito algum exercício quando devia, por não estar prestando atenção à explicação, por não saber uma resposta, e mesmo assim não havia nenhuma resistência ao que o professor dizia.
Hoje, no G1, me deparei com um vídeo de uma aluna que bateu duas vezes no rosto da professora, em sala de aula, porque esta retirou de sua mão um bilhete que aquela passava para uma amiga (ou alguma coisa desse tipo).
Não apenas fiquei como ainda estou indignado com a atitude da aluna, mas sei, com alguma precisão, entender o por quê dessa atitude violenta contra o professor. Em primeiro lugar, a desvalorização pela qual passa o magistério, ou seja, o professor não tem valor algum para o Estado e muito menos para pais e alunos. Depois, a qualidade da educação que se dá aos filhos em casa: um tapa no rosto de alguém, um empurrão, um chute, uma cuspida etc. virou lugar comum. Todo mundo pode qualquer coisa e não há mais aquele sentido de hierarquia, em termos de respeitar autoridades. E ainda, a figura do professor foi banalizada de tal forma que não se vê ali alguém a que se deva respeitar (até porque autoridades não existem mais quando se trata de adolescentes, em termos gerais).
Li, dia desses, uma frase que vem me incomodando ultimamente: Todo mundo pensa em deixar um planeta melhor para nossos filhos.Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?  


Nenhum comentário:

Postar um comentário