sábado, 28 de setembro de 2013

Se não fizer o comentário certo, a resposta te deixa sem ação

Não é fácil viver a cultura do outro, fácil é falar dela. Fácil é dizer que é nossa a obrigação de compreendê-la etc. etc. etc. Mas na hora H...
Aqui, em Portugal, Lisboa, tenho certas dificuldades na interação. E olha que não sabia disso, e olha tb que me julgava bastante resolvido nessas questões. Bem, acho melhor explicar o que chamo de "interação". Sabe quando vc entra num restaurante e quer puxar uma conversa com o garçon só para entender melhor o funcionamento das coisas? É isso, aquela conversa sem profundidade, que começa, no Brasil, sobre o bom ou mal tempo, sobre o frio ou sobre o calor e que daí vc engata outros assuntos.
Aqui isso não funciona da mesma maneira. E ainda não descobri qual é a maneira portuguesa de se iniciar uma conversa.
Dia desses, num restaurante, perguntei se a comida seria suficiente para a mim. _Será que esse prato é suficiente? Eis que ouço: _ Não sei o tamanho da sua fome!
Ou ainda, "acho que vou a tal lugar", disse eu para uma moça que estava me atendendo na univ. E ela me responde, "acho bom!"
Bem, por hoje, é isso.

Um comentário:

  1. A interação virtual pode ter nos dado uma rasteira...Mas é essa descoberta que deve fazer a vida mais interessante. Boa sorte!

    ResponderExcluir