quinta-feira, 6 de março de 2014

Rede Social tem dessas, você mira uma mosca e acerta um unicórnio

Ontem me meti mais um vez numa discussão sem fim no Facebook. Postei um comentário sobre amigos que postam mensagens e uma amiga tomou as dores, como se eu estivesse me referindo a ela. Não estava. Nem sei, na verdade, o porquê da sua reação. Sei apenas que ela é evangélica e que o seu filtro sempre é o religioso: seja lá qual for o assunto.
Ela entrou na minha página e postou o que queria (como se fosse uma resposta à minha postagem), mas não soube lidar com a minha contra-resposta ao seu comentário. Sentiu-se ofendida e me acusou de ser grosseiro, mal-educado, sem ética profissional pelo o que eu lhe disse. Ainda perdeu o senso de humor quando eu fiz uma brincadeira sobre a "nossa opinião" (Mas acho que a gente pensa assim...).
Não me senti na obrigação de (re)explicar o que eu queria dizer, o que eu lhe disse, enfim, deixei que ela do seu lugar resolvesse as suas questões. É assim que me viro quando dou a minha opinião sobre algum assunto. O que faço com o que me respondem pertence apenas a mim e a ninguém mais.
Ela ainda me disse que se eu não sabia lidar com as opiniões dos outros eu deveria abandonar o Face e o meu blog. Ops, mas eu sei sim lidar com as opiniões dos outros. Tanto sei que mantenho aqui e lá os comentários opostos aos meus pontos-de-vista. Desde que eles estejam devidamente assinados, é claro. Não dá para permitir opinião anônima.
Bem, tem um botãozinho no Face ("seguindo", entre "amigos" e "mensagem") que funciona exatamente como um controle de TV, ou seja, se vc não quiser seguir o que algum amigo posta, basta desmarcá-lo e pronto (está insatisfeito com uma programação, mude de canal). Nem é preciso deletá-lo do seu grupo de amigos. Faço isso com frequência quando acho que alguém é reacionário, quando acho que não sou obrigado a ver certos compartilhamentos. É assim que funciona. Inclusive o Face dessa amiga, por quem tenho um grande carinho, está desmarcado, não sigo as suas postagens. Façam o mesmo comigo se acham que deve ou me excluam, se acharem tb que é mais acertado. Já fui excluído do círculo de alguns amigos e não morri por isso. Ninguém, acho, morre por isso.
O que não dá para admitir é que eu tenha que me comportar a partir do que julgam alguns. Já pensou que roubada?! Uns dizem para me comportar assim e outros me dirão para me comportar de outro jeito. Melhor me comportar do jeito que julgo mais acertado.
Rede Social tem dessas, vc mira uma mosca e acerta noutro alvo.
Bem, acho melhor eu voltar ao trabalho porque o tempo ruge, ops, urge.

Nenhum comentário:

Postar um comentário