quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Da Série Contos Mínimos

Não havia como trabalhar desse jeito. Ela não ficava quieta. De cinco em cinco minutos (sem exageros) tinha qualquer coisa para me perguntar, para me comunicar, para me mostrar e eu educadamente parava o que estava fazendo para lhe atender. Bem, a manhã não seria produtiva desse jeito. Resolvi ouvir música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quando o amor acontece

O amor se instala como se fosse permitido invadir o coração do outro. Ele não se avisa. Está e pronto. E muda quase tudo. Se arvora como se...