domingo, 22 de novembro de 2009

Da série, Contos Mínimos (texto)

Oi. Cumprimentaram-se outra vez ao esbarrarem-se pelo corredor do escritório. Mas não era apenas uma saudação econômica. Era amor.

3 comentários:

  1. o amor do tipo que rouba as palavras é dos mais vicerais querido...ja leu os comentários lá no canto? o dia é teu, para brilhar como as estrelas no céu. bjão

    ResponderExcluir
  2. Já fui lá na Cris,fiz declaração de amor e tudo mais.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Ola alexandre, meu nome Lidia ,eu entrei no blog da Cris e la tem um poema seu que eu achei D+
    adorei mesmo então vim conhecer seu blog no qual adorei
    Bjs

    ResponderExcluir