terça-feira, 8 de setembro de 2009

Jô (texto)

Maringá é uma cidade do Norte Velho do Paraná e fica a, mais ou menos, 300 quilômetros da cidade onde moro, Cascavel. Lá se encontra a Universidade Estadual de Maringá, naturalmente. E nela há muitos professores. Dentre eles tenho, pelo menos, quatro amigos que por lá lecionam. Não vou me arriscar a citar os departamentos porque não os sei de cabeça: acho que em história, geografia e alguma área biológica.

Não os vejo com frequência. Pra ser sincero, não os vejo nunca e os contatos são sempre via e-mail, Orkut, blog. Ainda que eu não os encontre, nem fale, eles estão, vira e meche, nos meus pensamentos porque são pessoas especiais.

Na semana passada pensei muito numa dessas amigas, a Jô. Um evento está se aproximando e, como nos conhecemos numa edição em Maringá, pensei que nos encontraríamos nessa nova edição que acontecerá em Londrina.

Pensamento vai, pensamento fica. Ontem à noite recebo, depois de um ano sem contato, como um ressurgir das cinzas, um e-mail dessa amiga. Fiquei tão feliz com ele. Primeiro, porque soube que ela, apesar de tudo, continua acreditando na nossa amizade e depois porque, tb apesar de tudo, continua acreditando na vida.

Ela é especial pra mim ainda que eu nunca tenha dito isso, por muitos motivos: pela forma como me recebeu, pela educação, sensibilidade para compreender o que se passa no meu coração e, provavelmente, nos corações dos outros tb. Sorte a minha tê-la outra vez por perto.

2 comentários:

  1. Ah que lindo...rs, declaração de amor amigo, muito lindo, já tive uma amiga Jô maravilhosa na minha vida, hoje ela é um anjo bom que esta sempre em meu coração e que vive no céu para iluminar as pessoas, afinal, lugar de anjo é no céu mesmo. bjs

    ResponderExcluir
  2. Linda declaração mesmo Alê!
    Bjs

    ResponderExcluir