sábado, 16 de outubro de 2010

Produzindo notícias (texto)

Nem o tom de voz de José Serra na campanha da TV me convence. Além disso, forma como as revistas Veja e Época, e a Rede Globo produziram notícias sobre o Governo e a Dilma, sobretudo, nesses últimos meses, silenciando quaisquer informações sobre irregularidades na campanha do candidato do PSDB (como se tudo fosse tamanha honestidade) , acabaram de vez com a minha capacidade de ouvir/ler/discutir propostas em torno da campanha do PSDB.
Hoje, aqui em Curitiba, militantes do PSDB estão distribuindo panfletos sobre o candidato, pego apenas por educação e jogo na primeira lixeira que encontro. Não estou disposto mais a ouvir argumentos. Se é que eles existem.
Essa campanha me lembra o movimento dos meios de comunicação em torno da campanha de Fernando Collor de Mello em 1989 à presidência da república (não estou comparando Serra a Fernando Collor, mas o comportamento da imprensa). A imperdoável edição do debate entre Fernando Collor e Lula feita pela Rede Globo na véspera do dia da eleição não sai da minha cabeça nesses dias diante das bancas de revistas. Que nojo!!!!
Se havia alguma dúvida sobre a campanha suja de uma parte da imprensa de circulação nacional, ela acabou de vez. E conseguiu fazer com que eu não suportasse mais esses dias que antecedem ás eleições. Queria muito dormir e acordar no dia 31 de outubro às 18h (de preferência) para não me contaminar mais com essa forma de fazer notícia.

2 comentários:

  1. É lamentável mesmo que órgãos da imprensa de grande penetração no Brasil(como os que vc cita) se passem a prestar tamanho desserviço à população.

    ResponderExcluir
  2. Esqueci de comentar: a imagem que acompanha seu texto está sensacional! Parabéns!

    ResponderExcluir