segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Assim funciona o comércio, sobretudo, em tempos de Natal

Não há novidade alguma no que eu vou dizer, mas dizer alivia.
O comércio sempre faz o mesmo com a gente: na hora de vender promete mundos e fundos, mas na hora de entregar ou de trocar um produto é sempre a mesma ladainha. "Te entrego amanhã sem falta, troco o produto ainda hoje e entrego em seguida."
Para entender o (meu) caso: comprei um bar amarelo e me entregaram na cor bege. Achei que ele estava embrulhado num papel qualquer e assim que o tal papel fosse retirado ... Não! Tudo o que eu não preciso é um bar bege em casa. Preciso de cor! De vida. E bege não funciona! Além disso, uma cabeceira de cama que me entregaram, mas não conseguiram colocá-la aonde deviam. Ah, como assim?! Eu tb me perguntei isso. Estou com a cabeceira atravessada no quarto.
Bem, estou faz uns dias nessa espera. Entro de férias na sexta-feira. Viagem marcada. Coisas para resolver antes de viajar e eu preso em casa a espera do contato da loja.
Como por telefone tudo parece mais difícil ou mais fácil, depende do ponto de vista. Resolvi falar cara a cara para ver a reação do vendedor, que me prometeu toda aquela agilidade na entrega e na troca de um produto.
A reação tb sempre é igual: "Mil desculpas, mas vamos resolver ainda hoje". E estou eu aqui mais um dia sem poder sair de casa a espera do serviço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário