quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Intenção de voto (texto)

Escrever sobre eleições, votos, intenção de voto, sempre é um terreno movediço e perigoso, mas, pior do que falar sobre as próprias intenções, é ficar sobre um muro se escondendo ou não dando a cara.
Não sei ainda se votarei ou não nessas eleições para presidente, porque ainda que eu esteja faz alguns anos no Paraná, não transferi meu título. Continuo votando no Rio de Janeiro (o que demandaria viagem).
Tenho acompanhado as discussões em torno das eleições de 2010 faz algum tempo (gosto disso) e de antemão meu voto sempre é no PT. Votei no Lula desde a sua primeira tentativa de entrar no Planalto, e, sinceramente, não me arrependo.
Entendo (muito) bem que muita gente tenha se surpreendido (e se decepcionado)  com as porcalhadas de alguns integrantes do partido no decorrer desses últimos anos, mas (sei que falo desse lugar de simpatizante) sei tb que, apesar de tb ter ficado bastante chateado com tudo o que aconteceu e acontece, entendo que nada disso (corrupção, desvido de verba, comunhão com políticos sujos etc.) nasceu ali com o Partido dos Trabalhadores.
Tudo isso faz parte da política, está na Ordem do discurso político.
Bem, caso eu vote para presidente (e aí votarei tb para governador, senador, deputado estadual e federal, porque a viagem é uma só), votaria HOJE na Dilma.
Não gosto do Serra porque não gosto da política do PSDB em torno de privatizações, da ausência do Estado em algumas áreas. Não voto na Marina porque não acredito no seu discurso, além disso acho que ela não se posiciona bem diante de algumas questões de cunho social importantes ao meu ver. Sem falar que gato escaldado... o discurso de que consegue governar apenas com o próprio partido, não rola mais.
Por enquanto é isso...

2 comentários:

  1. Oi, Alexandre

    E eu não voto em nenhum deles. Não acredito em mais nada. Dou-me ao direito, já de não tendo opção, de não votar.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir