domingo, 3 de novembro de 2019

Como encontrar os óculos perdidos sem enxergar?

Resultado de imagem para perdi os óculosColoquei, assim que acordei, meus óculos sobre a bancada da cozinha. A bancada é preta e a armação dos óculos escura. Fiz o que tinha para fazer e nunca mais achei meus óculos. 
Fiz uma varredura em todos os cômodos da casa: cada canto, cada gaveta, cada prateleira e nada. 
Não enxergo de longe e descobri hoje que tb não enxergo de perto. Saí para almoçar sem saber para onde ia, sem reconhercer quem eu encontrava pelo caminho, sem saber o que estava comendo. Exageros a parte, fiquei mesmo bastante preocupado.
Pensei até que eu tivesse colocado os óculos junto com a roupa de cama na máquina de lavar.
Voltei do almoço com um amigo para um cafezinho. Assim que ele entrou na cozinha avistopu sobre a bancada os óculos. Não acreditei! Procurei com tanta atenção e eles ali na minha cara!

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Num buraco sem fundo...

Hoje, me deparei com um foto de 2014. Na verdade, não foi assim um sobressalto, mas uma memória "presenteada" pelo Face para eu pudesse recordar um momento da minha vida. Nessa foto, estou no Rio de Janeiro, mas especificamente na enseada de Botafogo, ali no  caminho do Aterro do Flamengo. 
Eu havia chegado neste mesmo dia de Portugal depois de um ano por lá. Fui muito feliz estudar  em Coimbra, mas não segurei a barra por muito tempo.
Lembro-me dessa foto como se fosse hoje e sinto uma angústia enorme porque eu não estava nada bem emocionalmente: os últimos meses em Portugal não foram fáceis. Eu entrei num buraco sem fundo e não iria sair dele sozinho. Não mesmo!
Voltar para o Brasil me fez bem de cara e já me colocou na atenção de que eu precisava de ajuda profissional: não tive dúvidas e procurei um psicanalista.
Nem sempre temos lucidez ao passarmos por momentos difíceis: a gente quer se livrar da dor, mas não sabe como. E não tem mesmo que saber e é por isso/para isso que um psicanalista existe.

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Da Série: Contos Mínimos

Resultado de imagem para precipicio
Ele era um precipício. Ela não tinha medo de altura.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Apesar de

Não ando muito bem: um pouco desanimado com muita coisa. Sabe
Resultado de imagem para apesar de tudoaquela vontade de preencher um vazio que vc não sabe muito bem o que é? Onde fica? O que fazer? Para onde ir? É assim que ando me sentido.
Há épocas em que isso fica mais evidente: esta, por exemplo. E aí um monte de coisas ruins vão acontecendo ao mesmo tempo e vai minando o humor, a resistência, a alegria. Às vezes a gente não vê luz no fim do túnel. Às vezes essa luz não existe mesmo a curto prazo.
Não sei muito o que fazer para sair desse lugar. Vou vivendo para ver o que acontece. Não perco a esperança de, apesar de tudo, conseguir estar bem.

sábado, 27 de julho de 2019

Pássaro Azul


Pássaro azul (Charles Bukowski)
“Há um pássaro azul no meu coração
que quer sair
mas eu sou demasiado duro para ele,
e digo, fica aí dentro,
não vou deixar
ninguém ver-te.
há um pássaro azul no meu coração
que quer sair
mas eu despejo whisky para cima dele
e inalo fumo de cigarros
e as putas e os empregados de bar
e os funcionários da mercearia
nunca saberão
que ele se encontra
lá dentro.
há um pássaro azul no meu coração
que quer sair
mas eu sou demasiado duro para ele,
e digo, fica escondido,
queres arruinar-me?
queres foder-me o
meu trabalho?
queres arruinar
as minhas vendas de livros
na Europa?
há um pássaro azul no meu coração
que quer sair
mas eu sou demasiado esperto,
só o deixo sair à noite
por vezes
quando todos estão a dormir.
digo-lhe, eu sei que estás aí,
por isso
não estejas triste.
depois,
coloco-o de volta,
mas ele canta um pouco lá dentro,
não o deixei morrer de todo
e dormimos juntos
assim
com o nosso
pacto secreto
e é bom o suficiente
para fazer um homem chorar,
mas eu não choro,
e tu?”

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Até onde eu voltaria?

Resultado de imagem para nomes de homensSe eu pudesse voltar, até onde eu voltaria? João, Jiovan, Mauro, Sebastian,  Augusto,  Marcos, Junior, Jairo, Erik, Lino, Yuri, Alexandre, Ceny?

domingo, 14 de julho de 2019

Café amargo...

Resultado de imagem para quem não sabe ouvirSaí com um amigo, hoje à tarde, para tomar um café e bater um papo. Era para ser rápido.
Encontramos, no tal Café, uma amiga dele. Depois de abraços, apertos de mãos, apresentações, fomos para uma mesa no segundo andar.
Lá, muita gente falando alto ao mesmo tempo.  Não consegui ficar. Ao voltarmos, encontramos a tal amiga que agora sozinha já se dirigia à nossa mesa para bater um papo com o meu amigo.
Dividimos então uma mesa. Essa menina perguntava e respondia. Sabia de tudo e um pouco mais. Opinava sobre tudo e qualquer coisa. Falava sem parar. Não respirava, não fazia um intervalo entre as palavras. Ia juntando um assunto no outro.
Êta café amargo!



quarta-feira, 3 de julho de 2019

Sobre reciprocidade

Resultado de imagem para reciprocidadeFazia muito tempo que eu não esbarrava com alguém cuja afinidade (em muitos aspectos) fosse tão grande. Fiquei pensando que dessa vez seria o tiro certo. Não foi. A afinidade não era recíproca. Não se deve buscar a felicidade onde se encontra tristeza.

sábado, 8 de junho de 2019

Da Série: Contos Mínimos

Resultado de imagem para desinteressar por alguém
Fazia algum tempo que eu não me interessava por alguém e muito mais tempo que eu não me desinteressava tão rápido pela mesma pessoa: acho que dessa vez li as pistas que me foram dadas e assim evitei danos desnecessários.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Como encontrar os óculos perdidos sem enxergar?

Coloquei, assim que acordei, meus óculos sobre a bancada da cozinha. A bancada é preta e a armação dos óculos escura. Fiz o que tinha para ...