sábado, 8 de janeiro de 2011

Martinália (texto)

Ontem fui ao show da Martinália no Circo Voador (aqui na Lapa - RJ). Não preciso dizer que ela é um show e tanto: primeiro pela descontração, pela maneira como canta, pelo repertório e tb pelos músicos que a acompanham. Esses, um espetácula à parte.
Foram quase duas horas de música: samba, sobretudo. De repente um casal da plateia, convidado por ela (naturalmente), deu uma pequena/grande demonstração do que é sambar. Enquanto a dona da casa cantava (sentanda) oferecendo o espaço para a dupla.
Fiquei ali pensando que podia até parecer fácil tantos passos, tantas acrobacias, tanto swingue.
Fácil não é, definitivamente, a vida do artista. Martinália estava com algum problema na perna direita (perceptível quando ela caminhava de um lado para o outro no palco do Circo), mas não deixou em momento algum o samba fora do compasso, a festa terminar antes do tempo, a noite perde o tom.
Cada um dos integrantes da sua banda, a medida em que eram apresentados, mostrava um pouco mais do que sabia. Uma das backing vocals sambou com uma elegância impressionante. Outra, além do piano, cantou magistralmente. Os meninos da percursão e das cordas deram aula do que é nascer na Vila.
Um noite e meia.

Um comentário:

  1. Oi Alexandre

    Martinália é show. Feliz são vocês que moram ou estão sempre por aí para poder ter às mãos tanta Cultura e Arte.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir