quinta-feira, 14 de março de 2013

Da Série Contos Mínimos

"Há sempre um sorriso a nossa espera". Lembrei-me imediatamente dessa frase, repetida à exaustão por meu pai, que me havia deixado não fazia muito tempo. Assim que as lágrimas secaram eu repensei no rumo desejado para a minha vida: eu sabia apenas o que não queria mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aquela mão

Sabe aquela mão que vc segura quando é criança e se sente seguro? Tava precisando de uma assim. Nos resta , depois de adulto, apenas a poss...