domingo, 22 de junho de 2014

Contagem regressiva

Contar os dias para volta ao Brasil não quer dizer, definitivamente, que eu não tenha gostado muito de estar por aqui. Não apenas gostei de morar (estar morando) em Lisboa como me sinto privilegiado por isso. Acho mesmo que foi uma grande oportunidade que ganhei ao conseguir uma bolsa de estudos da CAPES para realizar o meu pós-doutorado. Além de geograficamente poder conhecer lugares que me pareciam muito distantes do Brasil. Bem, além disso tudo, estar longe e praticamente sozinho, me fez tb me conhecer um pouquinho mais. Descobri coisas sobre mim que não imaginava poder (e não poder) fazer.
Eu sabia, por exemplo, que não gostava de invernos, que não suporto dias chuvosos, sobretudo quando eles se transformam em semanas e mesmo em meses de céu cinza, vento, frio etc etc etc. Não sabia, por outro lado, que ficar tanto tempo longe do Brasil não era uma boa opção de vida. Não ficaria mesmo mais tanto tempo assim longe da minha casa: sinto falta de tudo. Da minha cama até dos meus amigos, do dia a dia em Cascavel. Dos alunos, das aulas na universidade, do contato diário com algumas pessoas.
Mas, tudo somado, acho que ganhei muito mais do que perdi: acabei conhecendo pessoas tão importantes por aqui. Pessoas com as quais mantive/mantenho uma relação muito boa, posso dizer, apesar do pouco tempo, de amizade
Nesses últimos dias, fiquei mais solto, acabei aceitando todos os convites para sair e isso me fez muito bem. Acabei conhecendo tb outras pessoas: brasileiros, colombianos, portugueses, pessoas alegres, parceiras etc.
É claro que esse post não é uma avaliação desse último ano, ainda falta um pequeno tempo de estadia por aqui (volto em agosto) e muita coisa ainda vai rolar (espero!). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário