sábado, 26 de dezembro de 2015

Da Série Contos Mínimos

Era Natal, e daí? Ele estava sozinho e a vida continuava exatamente como esteve ontem ou estará amanhã. Não era um feriado, um hiato no tempo. Era o que ele tinha, era o que ele era.

Nenhum comentário:

Postar um comentário