domingo, 20 de dezembro de 2015

Retrospectiva 2015

Será que já é tempo de retrospectivas? Acho que sim, já vi o anúncio do show do Roberto Carlos, já cansei de ver o anúncio de Fim de Ano da Globo (Hoje é o novo dia de um novo tempo...), já estou praticamente no recesso acadêmico. Bem, acho que já é tempo da retrospectiva-2015.
O ano não foi fácil, em  se tratando de trabalho. Trabalhei bastante e acho que a cada ano a gente, lá na universidade, trabalha mais e mais pra dar conta de tudo o que nos convidam e também dos convites que fazemos aos colegas. Sei que nós criamos as oportunidades de trabalho, mas estar na periferia não facilita em nada. De qualquer forma, trabalha-se muito.
Bancas, orientações, aulas, alunos novos, Estudos Linguístico I, Leituras sobre o sujeito (versão 10000), Teorias da Linguagem, só para pensar no ensino, além de extensão sobre sexualidade e muita pesquisa. 
Algumas publicações. Eventos, comunicações, palestras, aulas, aula, aula... ui... Leitura que não acaba mais. E ler projetos de alunos, de possíveis alunos, de alunos de amigos. Um ano, como disse, muito intenso. Sem falar e já falando de todos os concursos externos.
A gente chega em dezembro no pó. Mas não estou querendo dizer que não me divirto. Bem ao contrário, e se não fosse assim, não teria a menor chance de ser a minha profissão.
Um ano também cheio de novas amizades, de gente nova circulando, de muita coisa divertida acontecendo, de velhos amigos por perto, de renovação: sem meios termos. A Larissa e o Marcelo foram o presente deste ano.
Saúde vai bem, obrigado! A perna que não vai ficar boa nunca mais. Pelo menos não sem cirurgia, mas, por enquanto, não quero pensar nisso! Voltei pra academia! 7 meses e começo agora a sentir alguns pequenos resultados. Se não insistir, muito fácil cair fora. Sempre é muito melhor ficar em casa dormindo e descansando depois do trabalho. E aí, aparece o Allan. Sem ele, eu não teria qualquer chance de permanecer online. Valeu pela parceria!
Os últimos anos têm sido uma mudança significativa na minha vida. E eu tô gostando muito disso: descobri que amizade não se mede apenas com as palavras ditas, mas, sobretudo, com o que se faz no dia a dia. E amizade assim como qualquer relação é uma escolha. Sendo assim, não dá para perdoar quem não acredita nisso.
Desde 2013, na ida para Portugal, comecei a repensar quase tudo na minha vida. Estar sozinho por um período maior tem que ser uma oportunidade de se repensar. Eu fiz isso. Bem, aí a retrospectiva já começa a ganhar outros contornos e a proposta não é essa, por enquanto, pelo menos.
A AZUL perdeu a minha mala e ontem, depois de 45 dias me manda uma mensagem propondo um acordo de R$645,00 reais. Piada? Uns podem pensar. Nada disso! Foi sério! 
Esse valor não paga a minha mala, imagine se pagaria as melhores roupas perdidas. Essas empresas aéreas precisariam pagar uma multa pelo descaso, pela irresponsabilidade. Bem, o que tiver que ser será. As peças estão no tabuleiro.
Um ex-colega de colegiado (ex porque deixou de ser uma pessoa por quem eu tenho respeito) organizou um evento sobre sexualidade com, imaginem, a Renovação Carismática com o pretenso status de evento acadêmico, mas antes, é claro, enviou uma mensagem pros seus convidados com conteúdo agressivo, mentiroso, enganoso, homofóbico, misógino. Vergonha total de dividir o espaço acadêmico com esse cara. Vejam como a gente precisa estar atento (e forte) o tempo todo!
Este ano conheci alunos novos na pós-graduação e foi uma grande sorte tê-los por perto. Além de pessoas interessantes, descobri que posso contar com eles pro que precisar. Estávamos precisando de alunos assim. Formamos uma equipe de trabalho, temos que formar uma equipe de leitura e discussão de textos. Valeu também moçada!
Bem, o ano não acabou e eu estou aqui no Rio. Espero que até o final do ano eu tenha ainda boas notícias. Sempre é bom iniciar o Ano Novo com o pé direito (risos).
Ah, 2016 começa numa sexta-feira e um ano que começa assim, só pode ser um ano bom! Um grande Natal e um Ano Novo cheio de alegrias, saúde, amor pra todo mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário