quinta-feira, 14 de maio de 2009

Divã (filme)

"Embrulha o teto para presente!" Pode parecer estranha essa frase aí com a qual inicio o texto sobre o filme Divã, mas fará sentido assim que vc puder ver o filme.
Só não escrevo aqui que ri durante toda a projeção porque estaria exagerando, mas posso adiantar que 90% do filme é engraçado. E a graça não é burra, bem ao contrário, é diversão inteligente e em algum momento ele fala sobre cada um de nós (sem ser auto-ajuda): amizade, sexo, amor, casamento (não necessariamente nesta ordem). Enfim, o filme fala daquele intervalo entre o nascimento e a morte no qual namoramos, escolhemos (ou não) uma profissão, casamos, temos filhos, estudamos, rimos, choramos etc.
Lília Cabral é Mercedes, uma mulher de meia idade (mais ou menos 40 anos) que resolve a traição do marido com certa racionalidade. Quer mais? Vá ao cinema! Vale à pena demais ver o filme. Fui e volto assim que puder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário