quinta-feira, 25 de junho de 2009

A Partida (filme)

Assisti nesta semana ao filme A Partida, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2009, que conta a história de um violoncelista que volta à cidade natal com a esposa depois que a orquestra onde toca é dissolvida. Lá, começa a trabalhar como funcionário de uma funerária e, depois de alguns contratempos, fica extremamente orgulhoso de sua nova profissão, apesar das críticas dos que o rodeiam.
São vários clichês (e não estou sendo exagerado!). Não conto para não ser o estraga-prazer de quem for ver o longa. Além de uma música que te faz chorar o tempo todo, desnecessário!
Apesar de tudo isso nos mostra um ritual interessante sobre os preparativos para a morte. Não sei se indico. Não sei... Sempre acho que o melhor é ter a própria opinião a respeito dessas produções. E gosto, sabe-se como é.

4 comentários:

  1. Clichê... Se provocar alguma emoção já é interessante!

    ResponderExcluir
  2. Como eu acho que vc gostou, já anotei a dica.
    Bjs coração.

    ResponderExcluir
  3. Hmmmmmm...Por um momento me pareceu que o Alexandre tava opinando sobre "Ai que vida!"

    ResponderExcluir
  4. discordo de tudo...o filme é ótimo, é sensivel, é reflexivo e não vi clichê algum. A obra é uma ótima oportunidade de conhecer a tão rica cultura japonesa e refletir sobre nossa própria existência.
    ainda bem que tem gosto para tudo

    ResponderExcluir

Num buraco sem fundo...

Hoje, me deparei com um foto de 2014. Na verdade, não foi assim um sobressalto, mas uma memória "presenteada" pelo Face para eu...