domingo, 5 de julho de 2009

De repente, Califórnia (filme)

Homossexuais assistiram sempre a filmes românticos entre um homem e uma mulher sem que isso fosse impedimento para ir ao cinema e tb gostar dos filmes: finais felizes, cenas de amor e carinhos, beijos etc. Agora é a vez de héteros tb terem a oportunidade de ver um ótimo filme de amor entre dois homens sem que isso seja um problema: cenas de surf, skate, praias lindas, um trilha sonora de deixar os ouvidos felizes.
Embora filmes gays sejam um segmento forte em grandes cidades americanas como Nova York e São Francisco, no Brasil, onde mais de 3 milhões de pessoas se reúnem em paradas de afirmação da sexualidade, eles ainda são pouco explorados. O panorama pode começar a mudar com o romance De Repente, Califórnia, primeiro lançamento do selo Filmes do Mix, que deve agradar (e muito) à plateia. Com atores talentosos, bonitos e sarados, além de um roteiro plausível e reflexivo, a trama mostra os dilemas de Zach (Trevor Wright). Esse jovem californiano tem uma namoradinha, trabalha em uma lanchonete e adora pegar ondas. Mas ocupa a maior parte de seu tempo livre cuidando do sobrinho pequeno (Jackson Wurth), praticamente renegado por sua irmã (Tina Holmes). Quando Zach reencontra Shaun (Brad Rowe), o irmão mais velho de seu melhor amigo, rolam altos papos, afinidades e... a amizade vira atração.
Sensível e bem acabado. Vale à pena ver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário