sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Prêmio Nobel (texto)

Quando ouço o anúncio de um Prêmio Nobel, por exemplo, o de Medicina, automaticamente, relaciono o ganhador com uma vida total ou parcialmente dedicada à uma pesquisa, à ciência, à uma causa, mas o prêmio não é exatamente pensado dessa forma.
O Prêmio Nobel da Paz já foi dado à Madre Teresa de Calcutá e todos nós sabemos da sua dedicação ao outro, de parte de sua vida doada às crianças, aos doentes, aos famintos etc.
No entanto temos o presidente dos Estados Unidos como o novo ganhador do Prêmio da Paz e pouco ou quase nada sabemos sobre esta causa em sua trajetória política. As explicações são convincentes: o fato dele ter sido o escolhido, ainda que não tenha um histórico de vida para isso, o coloca numa posição mais privilegiada para negociar o início do desarmanento nuclear ao redor do mundo e para a Fundação Nobel isso já seria motivo para a sua escolha.
Preciso pensar um pouco melhor a respeito disso porque ainda acredito na trajetória que justifique a escolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário