terça-feira, 31 de maio de 2011

Da Série Contos Mínimos

Avessos à todas (im)previsões, eles mantinham-se firmes em suas jornadas. Nem ventos, tem tempestades, nem o temido e colérico Poseidon os tirariam de seus caminhos. Eram fortalezas. Firmes como rochas na difícil tarefa de (con)viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quando ir embora?

Saber partir não é fácil, sobretudo quando o coração da gente insiste em querer ficar. S empre é uma decisão complicada porque há um confli...