domingo, 15 de novembro de 2009

Meu tempo (estou aprendendo) Marina Lima/Antonio Cícero

Gosto muito das músicas da Marina Lima/Antonio Cícero. Já ouvi com mais frequência, é verdade. Mas continuo, vezinquando, ouvindo os discos (CD's) antigos. Desta vida, desta arte, por exemplo, é um CD que sempre ouço. Tem ali pérolas dessa dupla: "Meu tempo", é uma delas. Tou ouvindo agora e, como tenho boas lembranças dessa época, posto aqui a letra.


Eu sei

Estou aprendendo

A vida é meu tempo sem me guardar ou machucar demais

E nem quero mais a chave do mundo

Eu sempre mudo, nada é igual, mas o fundamental
Pra mim é saber achar

O que esse tempo tem pra dar

Nada acabou-se quero acreditar que

No fundo do amargo tem uma gota doce
Eu tento não endurecer

É duro sofrer, mas sei que faz parte

Desta vida e desta arte

E só quero

No peito e na garra

Comprar mesmo a barra humana e mortal

Barra total

Pra mim é saber achar

O que esse tempo tem pra dar

Nada acabou-se quero acreditar que

No fundo do amargo tem uma gota doce...

2 comentários:

  1. Oi querido, tambem gosto muito desta letra, é assim que tento levar a vida. Tambem não vejo a hora de janeiro chegar (porém o fato de pensar que em janeiro o calor pode estar pior do que agora me dá um certo arrepio). Um abraço bem apertado.
    Nanci (RJ)

    ResponderExcluir
  2. Se vc soubesse a alegria que me da a sua visita!
    Eu acrediro que muito do que vc não concorda com o significado do seu nome foi pq vc ainda não descobriu.
    Bjs meu querido e uma semana bem docinha pra vc.

    ResponderExcluir