quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Aonde vivem os mortos? (texto)

Sonhei com a minha mãe. Sonho estranho. Eu estava em algum lugar (onde os mortos estão) a sua procura. Eu sabia que ela havia morrido (em todos os outros sonhos ela sempre estava viva) e queria saber se ela estava bem. Encontrei pessoas que me conheciam mas que eu não fazia ideia de quem eram. Uma filha francesa. E outros que chagaram para conversar comigo.
Era uma casa esquisita (meio destruída), num grande terreno irregular. Um lugar antigo, uma espécie de sítio com árvores, mato...
Um homem perguntou a uma mulher se eu poderia (estaria preparado para) encontrar a minha mãe. E além disso, me disse que eu deveria passar por uma espécie de treinamento. A tal mulher lhe respondeu que eu já havia passado pelo treinamento diversas vezes. Não o fiz. Algumas pessoas estavam nesse treinamento, um tipo de oração em grupo.
Encontrei muitas pessoas que podiam ser a minha mãe, homens e mulheres parecidos fisicamente com ela, mas ninguém se apresentou como se fosse ela. Essas pessoas estavam ao redor de uma grande mesa quadrada em silêncio.
Eu tb não disse nada. Fiquei ali parado olhando, tentando sozinho descobrir quem dentre aquelas pessoas poderia ser ela. Apertei a mão de alguns, senti a pele de outros. Eram peles envelhecidas, enrugadas. Não soube se ela estava bem porque não consegui descobrir quem ela era. E ninguém se pronunciou. Mas não acordei assustado.

3 comentários:

  1. Oi ser...
    o mais difícil é tentar entender os sonhos!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Puxa vida, acho admirável a maneira como vc fala da sua mãe, pois é sempre com muito carinho e ternura. Acredito que ela deve ter tido muito orgulho do filho maravilhoso que deixou no mundo. Acho que esse sonho revela essa sua relação com alguém que lhe é tão especial e, ao mesmo tempo, é como se fosse a expressão da saudade já que estamos é um período onde a família é tão reverenciada. Feliz de quem tem entes queridos e os traz no coração e nos sonhos. Sinta-se privilegiado e feliz por tudo isso.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Alê, chegará o dia em q vc ñ vai precisar sair para procurar sua mãe pois entenderá que ela está dentro de vc. A necessidade de ver aos poucos vai ser saciada pelo sentir e assim sucessivamente com os demais sentidos. Ela está bem, acredite meu velho. Abs e saudades.

    ResponderExcluir